Notícias

Autopeças na ponta dos dedos

O mundo está cada vez mais virtual. E no setor de reposição não é diferente: os catálogos impressos têm perdido espaço para os digitais e o varejo online está ganhando força. Conheça histórias de profissionais que têm trocado o papel pelo celular

O mecânico Wesley Reis, de Belo Horizonte, era tão avesso à tecnologia que até dois anos atrás não usava nem celular. Convencido por seus amigos, ele se rendeu ao smartphone, que passou a ser usado como uma espécie de ferramenta de trabalho.

“Dificilmente, pesquiso peça em catálogos impressos. Hoje, prefiro receber os lançamentos por e-mail”, afirma Reis, que também tem feito compras pela internet. “O varejo online tem facilitado nossa rotina de trabalho. Em questão de segundos, podemos encontrar um produto que está em falta em lojas da região, por exemplo”, diz.

A história de Wesley mostra que as compras pela internet já fazem parte da rotina de muitos mecânicos. Até dos mais conservadores, como o Everaldo Berbary, da Auto Gil, no Pará.

O profissional, que até pouco tempo não usava a web para pesquisas e compras de autopeças, tem encontrado opções que podem ser úteis no seu dia a dia. “Acho muito importante existir uma ferramenta como o Canal da Peça. É excelente para o nosso campo de atuação. Além disso, o setor de autopeças está em crescimento”, complementa.

Autopeças na web

E, de fato, está. Ainda mais quando o assunto é internet. A 2ª edição do Estudo do Setor de Autopeças, realizada pelo Google, apontou que o setor no Brasil cresce ao ritmo de 40% ao ano, enquanto o varejo total apenas 25% no mesmo período.

+ Leia mais sobre o futuro do setor de autopeças na internet

 
Fora do País, o mercado de reposição também tem atraído cliques – e altos investimentos.  A gigante Amazon, dona de uma receita estimada em US$ 128 bilhões em 2016, quer ser se tornar a principal vitrine virtual de autopeças.

Para isso, a companhia americana tem lançado mão de estratégias para chamar a atenção de compradores de sites especializados em peças automotivas. Entre suas “iscas” estão entrega no mesmo dia para algumas cidades dos Estados Unidos e preços mais competitivos em relação aos seus concorrentes. Com isso, a expectativa é aumentar em mais de 50% a receita do segmento de autopeças, que poderá alcançar os US$ 5 bilhões.

Há nove anos na área de reparação, o paulista Cesar Lauria acredita que a internet tem o poder de transformar o varejo de autopeças. “Muitos lojistas têm produtos que estão parados há anos. Com a web, o estoque poderá ser comercializado, de uma forma mais simples e rápida, suprindo as necessidades de todas as pontas da cadeia”, diz Lauria. Além de comprar online, o profissional também utiliza a rede para fazer pesquisas. “Ajuda muito para consultar catálogos”.


“Hoje, com a digitalização, todo lançamento significa que o catálogo será atualizado. É a melhor opção para todos”, diz Arnaldo Leonardo, da Delphi


De olho nesses usuários, fabricantes têm se digitalizado cada vez mais.
“No passado, tínhamos apenas catálogos de papel. Quando um produto novo era lançado, muitas vezes não conseguíamos inseri-lo, pois o catálogo já havia sido impresso. E isso, obviamente, não era vantajoso para a marca”, relembra Arnaldo Leonardo, diretor comercial da divisão de aftermarket da Delphi no Brasil. 


+ Confira a entrevista com Arnaldo Leonardo

Felizmente, a tecnologia mudou a forma de divulgação do portfólio. “Hoje, com a digitalização, todo lançamento significa que o catálogo será atualizado. É a melhor opção para todos”, diz.


“Uso muito o Canal da Peça para pesquisar informações e comparar preços. Hoje, a plataforma já está inserida na minha rotina”, afirma Daniel Soares, da Integração Auto Elétrica



No Piauí, a Integração Auto Elétrica tem utilizado a nossa plataforma quando precisam ser ‘socorridos’ e, também, para pesquisa de produtos. “Utilizo diariamente há mais de dois anos. Cerca de 90% dos itens que busco, encontro”, diz Daniel Soares, responsável pela oficina.

Para ele, o nosso portal, que virou um guia, é fundamental para o seu dia a dia. “Uso muito o Canal da Peça para pesquisar informações e comparar preços. Hoje, a plataforma já está inserida na minha rotina. Sem ela, meu trabalho ficaria mais complicado”, acrescenta.

Varejistas na internet

Lojistas tradicionais também estão recorrendo à rede para ampliar as vendas. Há 27 anos em Belo Horizonte, a Tavares Auto Peças já tem uma loja virtual na nossa plataforma.

“Enxergamos a internet como uma forma de expandir nossos negócios”, explica o lojista Paulo Eustáquio. Ele acredita que, além dos varejistas, os mecânicos podem se beneficiar muito com a rede.

  Que tal ter uma loja virtual para chamar de sua? 

“O Canal da Peça, especificamente, ajuda bastante os reparadores automotivos, já que a maioria dos itens tem apresentação com fotos e modo de instalação. O profissional ganha tempo”, afirma.

+ Veja como mecânicos têm utilizado o Canal da Peça

O eletricista automotivo Klever Castilho, da oficina Araújo Auto Center, no Mato Grosso, encontrou na internet a agilidade que tanto buscava. “É muito mais fácil pesquisar o que precisamos. Em poucos minutos, sabemos onde encontrar um item”.

Castilho ainda está conhecendo a nossa plataforma, mas aprovou a ideia. “É um grande shopping virtual, onde comparamos preços e temos mais parâmetro na hora de optar por um determinado fornecedor”, diz ele, que é um aficionado por compras virtuais. “Estou sempre atrás de novidades. A internet nos possibilita encontrar qualquer coisa”. E, agora, qualquer peça também.





Receba grátis por e-mail

Comentários

Author


Avatar