Notícias

WhatsApp: a nova forma de comunicação no varejo

A ferramenta de mensagens instantâneas também tem sido utilizada como canal de divulgação de promoções e de relacionamento com os clientes. A loja Multpeças, em São Paulo, está usando o aplicativo como parte da estratégia para aumentar as vendas

Há pouco mais de um mês, o vendedor Rodrigo Santos, da loja de autopeças Multpeças, teve a ideia de estreitar o relacionamento com seus clientes através do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp.

A estratégia, segundo ele, tem facilitado sua rotina de trabalho. “Antes, tinha que ficar respondendo e-mails ou atendendo a ligações, o que demandava muito tempo. Agora, a troca de mensagens tem facilitado o meu dia a dia. Acredito que os clientes também gostaram”, diz.

Rodrigo Santos, da loja Multpeças: “A troca de mensagens tem facilitado o meu dia a dia”. Foto: Willian Andrade


Santos tem mandado orçamentos por mensagens, retirado pedidos, respondido dúvidas e, em breve, fará grupos específicos de mecânicos e consumidores finais, incluindo listas de transmissões, com o intuito de segmentar promoções. “Muitas vezes, mando o link de um produto, que direciona o consumidor para a nossa loja virtual.”

 Veja os benefícios do uso do WhatsApp no varejo

Portfólio na web

A página na internet foi elaborada pela nossa plataforma, o Canal da Peça, que, além da criação de lojas virtuais para varejistas de autopeças, também está por trás dos principais portais de fabricantes do setor, como Bosch, SKF, Fras-le, Delphi e Nakata.

Por conta da parceria com as grandes marcas, os mais de 300 varejistas que fazem parte da nossa plataforma também conseguem expor seu estoque nesses portais, que funcionam no modelo marketplace.

+ Leia mais sobre marketplaces

“Para o setor, esse é um dos diferencias do Canal da Peça em relação a outros sites”, diz Santos, que só comercializa na internet através da loja criada por nós. “Mas também queremos investir em outros meios de divulgação, como posts patrocinados no Facebook, que geralmente dão bons resultados.”

Comunicação mais eficiente

Na página virtual também há a opção de colocar o e-mail ou telefone, para que os usuários entrem em contato diretamente com o varejista. “Ainda não recebi nenhuma mensagem pelo WhatsApp de clientes da nossa loja virtual, mas acredito que essa opção irá facilitar a comunicação entre nós.”

Comprado pelo Facebook em fevereiro de 2014, por US$ 21,8 bilhões, o WhatsApp tem mais de 1 bilhão de usuários no mundo, sendo mais de 100 milhões no Brasil. Números que animam empresários e profissionais liberais a usarem o aplicativo com foco nos negócios.

Rodrigo Santos, vendedor da loja Multpeças. Foto: Willian Andrade


“É uma maneira muito mais prática de falar com os nossos clientes e, inclusive, com o suporte do Canal da Peça, que tem nos auxiliado bastante nesse processo”, afirma Santos, que também aprova o uso do aplicativo pelo computador. “O WhatsApp Web é uma boa opção para quando estou mexendo na planilha ou no painel de pedidos.”

Vendas pela internet

Com a web, o estoque de cerca de 27 mil itens, armazenados no imóvel de mil metros quadros, se compactou em uma página na internet.

Com a loja virtual há mais de um ano, o varejista não atende apenas quem está próximo ao seu ponto físico, localizado no bairro Chácara Santo Antônio, na zona sul de São Paulo.

“Temos comercializado também para outros estados. Ter visibilidade, em âmbito nacional, é ótimo para nós”, diz Ismael Ibrahim, dono da Multpeças, que está há 30 anos no mesmo endereço.

O estoque tem cerca de 27 mil itens. Foto: Willian Andrade


“Mas ainda estamos nos adequando no quesito preço. Preferimos ter uma margem de lucro menor a ter de mexer na tabela de valores”, afirma o comerciante, que paga 12% de comissão a cada venda. De acordo com Ibrahim, apenas um vendedor tem se dedicado à loja virtual. “É um serviço específico, não dá para várias pessoas atuarem nisso, temos que focar para sair bem feito”, ensina o comerciante, que emprega 40 funcionários.

A rotina da Multpeças

Rodrigo Santos é o único responsável pela loja virtual. Logo cedo, às 8h, quando abre o ponto físico, ele acessa o painel de pedidos. “Diariamente, fazemos vendas pela internet. Em agosto, fizemos 37, que somaram mais de R$ 6 mil”, diz, animado.

Painel de pedidos do Canal da Peça: acessível também pelo tablet. Foto: Willian Andrade


Segundo ele, os pedidos vêm mais de consumidores finais, os donos dos carros. “Muitas vezes, eles ligam antes de fazer uma compra, pois não entendem muito de peças.”

Depois do pagamento aprovado, Santos se encarrega de separar o pedido e fazer a embalagem, posteriormente despachada com a etiqueta do Canal da Peça, que já vem com destinatário.

Em seguida, um dos dez motoqueiros da loja leva aos Correios ou faz a entrega pessoalmente, se for na região. Também há a opção do cliente retirar a peça na loja.

 Conheça nossas opções de entrega

“Todos os dias atualizo a planilha de estoque, que é feita de forma automática, pois utilizamos o sistema API. Mas, de uma forma geral, é fácil mexer no painel. Nunca tive problemas”, comenta Santos.

+ Leia mais sobre Planilha de Estoque

Entre os itens mais pedidos na rede, estão pastilha de freio e baterias. “Inclusive, estamos com uma promoção de baterias esse mês. Já até atualizei o banner no site”, comenta. “Consigo mexer sozinho. É bem fácil.” Já sobre os cupons de desconto e frete grátis, frequentemente disponibilizados por algumas marcas, Santos aprova. “É muito comum pedidos feitos com cupons. Acredito que esse tipo de ação leve mais clientes para a internet.”

+ Saiba mais sobre cupons de desconto 

Multpeças: há 30 anos no mesmo endereço. Foto: Willian Andrade


Sobre o intermediador de pagamentos Moip, usado para o resgate das vendas, o profissional elogia. “É só cadastrar os dados bancários e resgatar quando quiser. Acima de R$ 250 não pagamos taxa de transferência”, diz.

 Veja como o Moip funciona 

Na plataforma certa

Para o gerente da loja, Osvaldo dos Santos, a escolha do Canal da Peça foi uma decisão correta. “É uma excelente ferramenta, tem nos ajudado bastante. Como somos novatos na internet, precisamos de mais dicas de como melhorar. O suporte tem nos auxiliado. Espero que nos ajude cada vez mais”, diz.

Ibrahim, que conheceu nossa plataforma por intermédio de um fornecedor, exalta a iniciativa da empresa. “Atualmente, praticamente todos do setor já conhecem o Canal da Peça. De fato, é uma solução para conectar todos da área”, finaliza.

Receba grátis por e-mail

Comentários

Author


Avatar